Fragmentado: entenda a história do filme e quais as discussões propostas

by

Eu tenho visto muitas séries e filmes perturbadores ultimamente. Comecei com 13 Reasons Why, que, querendo ou não, já te deixa um pouco pilhado. No feriado resolvi assistir Ninfomaníaca, que é perturbador, com certeza, e depois assisti Fragmentado. Esse sim, te deixa de boca aberta sem entender o que está acontecendo. E é exatamente sobre esse filme que vim conversar com vocês hoje.

O filme Fragmentado traz muitas cenas clichês em que você já consegue entender quais serão próximos passos dos personagens. Mesmo assim ele também tenta, a todo custo no início, romantizar a questão da bipolaridade. E, agradeço pelo final trágico já que esse assunto deve sim ser levado a sério. Então, vamos para a resenha.

Trailer do filme Fragmentado

Aposto que você já assistiu ao trailer em que três jovens entram no carro em um estacionamento, mas ao invés do pai de uma delas entrar e dirigir o veículo, outra pessoa vem e sequestra as meninas. Se não, aperta o play agora, que esse é justamente o trailer do filme Fragmentado.

Depois de uma cena inicial dessas, você não consegue esperar menos do filme do que correria o tempo inteiro. Mas não. Espera que não é bem assim. Vamos entender direito.

O jovem Kevin, interpretado por James McAvoy, possui bipolaridade. Aliás não sei dar o nome disso em quantidade já que não são duas personalidades mas sim 23! Por isso, não se usa mais o nome de dupla personalidade e sim Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI). E se você pensa que ele é o Kevin em algum momento do filme, eu vou te dizer que isso acontece apenas uma vez! Tanto que ele pergunta se não é o ano de 2014 ainda. Imagina, ele não está mais dominando o corpo dele. São outras pessoas que estão ali. Outras personalidades.

Consulta com especialista

E ele sabe desse problema, tanto que faz um acompanhamento com uma especialista que estuda justamente o que essas personalidades são capazes. Mas o problema é que ela, em nenhum momento, tenta fazer com que ele volte a ser Kevin, ela fica, em cada consulta, tentando entender qual personalidade é aquela que ele está mostrando. Que é justamente a área em que ela estuda, tanto que dá uma palestra sobre isso no início do filme.

fragmentado crítica filme

Nessa pesquisa ela constatou que essas personalidades conseguem ser diferentes não só na personalidade em si, mas nas habilidades físicas também. Como quando alguém é cego, mas uma das personalidades acaba desenvolvendo a visão, por exemplo. E parece que Kevin é como se fosse um objeto de estudo para ela. Afinal, alguém com 23 personalidades diferentes não se encontra em qualquer esquina, não é mesmo?

Não que eu ache errado, tem que estudar para entender essas situações mesmo. Mas ela, de certa forma, sabia que ele era perigoso e não fez nada para ajudá-lo. Afinal, isso poderia prejudicar outras pessoas. E foi justamente isso o que aconteceu.

História do filme Fragmentado

No decorrer do filme Fragmentado parece que aquele sequestro fora planejado minuciosamente. Tanto que uma das personalidades de Kevin, uma criança de 9 anos, revela que ele estava atrás dessas garotas há um tempo e que até tinha melhorado o local em que as colocaria recentemente.

O que ele quer fazer com as garotas não fica claro. Primeiro pensamos que ele deseja abusar das três. Mas não é o que acontece ao longo dos dias em que elas estão presas. Depois começamos a pensar que seria apenas um desejo de uma das personalidades de ver uma mulher dançando nua. Mas não é isso que é exibido.

Então, a situação começa a ficar complicada quando notamos que existe uma outra personalidade. Sim, são 24! E, acredite ou não, as teorias da psicóloga estavam certas. Essa personalidade possui uma força extraordinária capaz de não deixar passar facas e até tiros pelo corpo. Algo, realmente, irreal. Quase com superpoderes.

Toda a contextualização do filme te faz entender essa nova personalidade como possível. A própria pesquisa da psicóloga já te faz abrir os olhos em relação à isso.

Mas até essa nova personalidade aparecer, meu amigo, demora, viu? E ficamos nesse vai e vem de personalidades durante todo o filme. É fato que pouquíssimas dessas personalidades são perceptíveis ao longo do filme. Mas, mesmo assim, já fazem uma reviravolta em nossa mente que é perturbadora.

Como o abuso infantil é tratado no filme

O filme vai além do Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI) e entra também no abuso infantil. Uma das jovens, a interpretada por Anya Taylor-Joy, era abusada sexualmente pelo tio, ainda criança. Depois que o pai morre, ela é encaminhada para viver na casa do tio. Ela tem marcas pelo corpo que remetem à esse abuso. Ao longo do filme vamos entendendo o que a garota passa, principalmente porque ela começa a ter flashbacks de quando criança aos poucos.

fragmentado crítica filme

Então esses pontos identificados como críticas do filme, devem ser notados e levados à sério. Não vou contar nos mínimos detalhes o que acontece dentro da casa. Mas são situações que terminam sem um fim. Não tem um end. E principalmente, não apontam uma solução para a bipolaridade de Kevin e nem para o caso do sequestro.

Pode até ser que essa seja a intenção, falar que ainda não há e ou que nem exista uma cura para isso. Mas, é fato que ao falar o nome completo de Kevin, ele volta a ser ele mesmo, então, se certa forma, há uma solução sim apresentada. Que não rendeu frutos, sim, mas já é uma solução.

Além disso, a narrativa do filme é bem lenta e confusa, você fica sem entender as situações e em choque várias vezes. Mas achei interessante o silêncio que a jovem abusada fez quando a policial disse que o tio foi buscá-la. Ficou no ar que talvez, pelo menos essa situação, será resolvida.

Já assistiram ao filme? Mandem o que acharam nos comentários!

+ Leia a entrevista com o cineasta M. Night Shyamalan

Até o próximo post,
Beijos
-Aninha Carvalho

IMAGENS: Reprodução filme Fragmentado

7 Responses
  • Amanda
    setembro 3, 2017

    Adorei sua sinopse

  • mauro bastos
    setembro 10, 2017

    eu achei o filme chato e sem graça não faz júz a tantos comentários. chega a ser irritante.

    • x
      outubro 28, 2017

      Deve ser porque você é burro demais ou ignorante pra assistir esses tipos de filme 🙂

  • Chainazy
    novembro 9, 2017

    O filme e top final surpreendent

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *