Intercâmbio para Portugal: Dicas práticas para achar onde morar em Portugal

by

Quem aí curtiu o primeiro post do blog com os motivos para fazer um intercâmbio para Portugal? Foi incrível o retorno de vocês, por isso, continuaremos com as postagens uma vez na semana com as dicas da intercambista Helena Ivo, do blog, Diário de Intercâmbio. Hoje separamos dicas de como escolher onde morar em Portugal. 

Onde morar em Portugal?

Aposto que escolher onde morar no local onde farão intercâmbio é algo que sempre entra em foco, né? No meu intercâmbio, por exemplo, já estou louca para sair caçando um local para morar, apesar de ter escolhido também passar um tempo numa Host family, que é uma família local para te acolher por lá. Mas, a Helena Ivo, por exemplo, está sozinha em Portugal e precisou procurar um local para morar.

Ah! E ela teve que fazer isso bem antes de viajar. Acreditam que até o Consulado Português exige que você apresente o lugar que vai morar na hora do visto? A Helena teve que dar um jeito para conseguir descobrir as melhores formas de pesquisar e encontrar um local para viver por lá.

Por isso, ela reuniu os melhores sites de ofertas de casas e quartos para vocês decidirem de vez onde morar em Portugal. Algumas das dicas dela valem para todos os locais do mundo. São bem genéricas. Então, vamos lá!

1. Site: Uniplaces.com

www.uniplaces.com

Como estaremos bem longe do local, ainda aqui no Brasil, é essencial encontrar o melhor site para conseguir pesquisar on-line mesmo.

“Se você é estudante o melhor site é o uniplaces.com. Nesse site todas as ofertas são seguras e você pode ter acesso a várias informações e imagens do local antes de decidir. O site cobra uma taxa de serviço, mas acredite em mim: vale a pena. Vai te poupar muito stress e trabalho”.

Como conseguir descontos: “Você consegue desconto na taxa de serviço, se tiver contato com o ESN, ou se sua faculdade tiver convênio com a empresa. Vale a pena checar com o responsável de RI”

2. Fique de olhos nos sites que escolhe

A Helena Ivo também testou outros sites, mas alguns a deixaram com o pé atrás.

“Outros sites em que se pode procurar são: idealista.pt, easyquarto.com, imovirtual.com, custojusto.pt e olx.pt, mas não os recomendo tanto porque a maioria dos senhorios pede contato por telefone (e o número é português) ou não responde e-mails.”

Fique de olho no preço: “Você consegue achar um bom quarto em um bom apartamento a partir de 150€, se for dividir com outros estudantes. Se for dormir sozinho no quarto, creio que a partir de 200€ já se encontra boas ofertas. Acima de 300€ pode considerar como bem caro.”

3. Grupos no Facebook

Grupos do Facebook também são uma boa na hora de encontrar uma oferta “em conta” para morar em Portugal. Mas vale ficar de olho nas ofertas mirabolantes. Olha só!

“Tem também alguns grupos no facebook como: Rooms to rent, Casas/Quartos para arrendar em Lisboa (este tem sublinks com opções entre 100 e 400€) e ao longo dos semestres vão surgindo novos grupos onde as pessoas compartilham vagas.”

Fique de olho: “Repare que algumas ofertas são de quartos sem janela. Não aceite, pois além de ser ilegal, é pedir pra sofrer em qualquer época do ano, mas principalmente no verão. Também sugiro que arrende apenas quarto que te dê acesso à todas as áreas comuns da casa como cozinha, sala de estar, banheiro e que tenha todas as contas incluídas. Evite casas em que você tenha que morar com o senhorio (locatário da casa).”

Uma foto publicada por Lena (@lenasprofile) em

4. Dividir a casa

Quando pensamos em morar em outra cidade em que vamos para estudar, nossa primeira reação é pensar em um local para morar em que possa dividir as despesas com alguém. Mas será que vale a pena dividir o quarto com mais pessoas? Para Helena Ivo, isso pode ser bem complicado, principalmente para quem preza pela sua privacidade.

“Se você preza pela sua privacidade e conforto, opte por dividir quarto com no máximo mais uma pessoa.”

Então, pense em uma casa ou apartamento em que tenha mais cômodos. Assim, você consegue dividir as contas, mas sem deixar de lado o “seu espaço”.

5. Observe o bairro

Decidiu onde quer morar? Antes de ir logo fechando o contrato, vale procurar saber sobre as condições do bairro e o quão longe ele é dos locais em que você mais frequentará no país. Como, por exemplo, a faculdade.

“Na hora de escolher a morada de preferência a locais próximos tanto da região central (Bairro Alto, Cais Sodré, Baixa Chiado, Praça do Comércio) quanto da sua universidade. Verifique antes também se o trajeto dura até 30 minutos para esses principais pontos da cidade. Se passar desse tempo, não vale a pena.”

Winter is coming 🌫❄☃

Uma foto publicada por Lena (@lenasprofile) em

6. Verifique o transporte

Na hora de escolher onde morar em Portugal, além de se observar a distância, vale analisar também quais os meios de transporte estarão mais próximos e fáceis para você.

“É crucial que você possa andar a pé até o metrô ou ônibus mais próximo da sua morada. Se o metrô ou ônibus mais próximo for mais do que 10 minutos da sua casa, procure outra.”

Para quem curte sair durante à noite, observar até que horas que os ônibus

“Verifique antes de mais nada se a vizinhança para a qual você pretende se mudar possui uma linha de ônibus depois de 1h da manhã, que é quando o metrô fecha. Se não possuir, se prepare pra pegar muitos ubers e táxis a cada vez que sair, ou procure uma região que em que possa ter acesso ao ônibus . A maior parte da cidade tem linhas noturnas saindo do Cais Sodré.”

Curtiram as dicas de hoje para escolher onde morar em Portugal? Então, fique ligado que semana que vem tem mais dicas da Helena Ivo. Já estou separando todas as perguntas que chegaram pelo primeiro post e já já sai post novo com elas. Então, até semana que vem e continuem mandando suas dúvidas nos comentários!

A Helena tem um blog e está compartilhando tudo da viagem por lá também. Se liga aí: Facebook | Blog | Instagram

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *