Resenha Livro Amnésia de Jennifer Rush – Série Alterados I

by

Decidi fugir um pouco das histórias de romance, sem deixá-las por completo. Por isso comecei a ler o primeiro livro da série Alterados, chamado Amnésia de Jennifer Rush, da Editora Gutenberg.
Enquanto lia me senti assistindo os filmes de sagas como Jogos Vorazes e Divergente. Mesmo sendo um livro cheio de ação e mistérios, confesso que acabei adorando os personagens Anna e Sam juntos. Pelo visto não fugi do romance totalmente, né? Vem comigo que hoje vou contar os detalhes desse livro.

 

Sinopse do livro Amnésia

Quando você não pode confiar em suas lembranças, em quem acreditar?
A vida de Anna está cercada de segredos. Seu pai trabalha para a Agência e lidera um projeto confidencial: monitorar e coordenar o tratamento de quatro rapazes geneticamente modificados, que vivem no laboratório localizado no porão e sua casa. Nick é formal e taciturno. Cas é alegre e brincalhão, Trev é inteligente e carinhoso, e Sam é o dono do coração de Anna. Por algum motivo, eles perderam a memória e não se lembram de fatos fundamentais que viveram.

Quando a Agência decide que é hora de levá-los, Sam organiza uma fuga, e o pai de Anna a instiga a ir com eles. Diante desse estranho acontecimento e do pedido dele ao jovem para que mantenha a filha longe da organização a qualquer custo, ela começa a questionar tudo o que achava saber sobre si e logo descobre que ela e Sam estão conectados de uma maneira que jamais poderiam imaginar. E, se ambos quiserem sobreviver, deverão juntar as peças que reconstituem seu passado antes que a Agência roube deles o que ainda resta de sua vida.

Realidade do livro Amnésia

Imagine essa realidade de vida:

  • seu pai é um cientista que trabalha em uma missão especial que você nem sabe direito o que é;
  • você não vai a escola e estuda dentro de casa;
  • e, para finalizar, o porão é o laboratório do seu pai e nele tem 4 garotos presos em quartos de vidro. Tipo, o quê?

Essa é a realidade da vida de Anna, uma garota de 14 anos que perdeu a mãe com apenas um ano de vida. O que ela sabe da mãe vem através de histórias que o pai conta, um caderno com as anotações dela e uma foto que encontrou em casa.

Os garotos que vivem nos quartos do porão se chamam Trev, Cas, Nick e Sam. Trev é o melhor amigo de Anna, Nick não é um dos mais amigáveis com a garota, Cas é o mais hiperativo e Nick é quem ganhou o coração dela.

Confesso que fiquei um pouco intrigada com a história. A narrativa é feita por Anna, que é uma narradora personagem, só que ela não sabe o que realmente está acontecendo com os rapazes. Então temos sempre uma narração de alguém que, assim como nós que estamos lendo o livro, também está tentando entender a situação. Então, ao longo da história ela faz conclusões que são totalmente desfeitas ao longo da narrativa. É um verdadeiro plot twist, que é essa mudança radical da narrativa prevista.

Mas é um ponto positivo também, porque o livro se transforma em um mistério e dá vontade de desvendar e entender o que realmente aconteceu. Então, pra quem gosta desse tipo de história, é o máximo! O livro saiu totalmente fora do que eu esperava. Então acredito que foi uma fuga enorme do clichê. Se virasse filme, eu correria agora pro cinema!

História de amor

Inicialmente, Anna mostra que possui um interesse enorme por Sam. E isso era suficiente para que ela decidisse estudar em casa para não correr o risco de que outras pessoas descobrissem sobre os garotos estarem presos em seu porão. O que faria com que fossem enviados para outro local, bem longe de Anna.

Anna vai até o laboratório para passar um tempo com Sam todas as noites. Claro, ele dentro do quarto de vidro e ela no corredor. Eles geralmente conversam e jogam jogos como xadrez. Durante o dia, Sam parece ser uma pessoa totalmente diferente da que é com Anna durante a noite. Mas ela não liga.

A pessoa com que Anna mais se importa na vida é Sam. Muito mais que com o seu pai, para falar a verdade. E isso é algo que nem ela consegue explicar, só consegue sentir. Mas parece que, enquanto eles estão no laboratório, toda essa aproximação com Anna é forjada.

Na verdade Sam só tem segundas e terceiras intenções para que Anna ajudasse na fuga do laboratório. Tanto que Sam faz pedidos superestranhos para a garota, como um canudinho, que é usado justamente para sair de lá.

amnesia-jennifer-rush-alterados

A questão das lembranças

No livro, os garotos perderam as suas lembranças do passado, como já é explicado logo na capa, com a frase “Eles foram programados para esquecer, mas não para perdoar”. Mas parece que Sam já notou isso e planeja uma saída rápida do laboratório para ir em busca de suas verdadeiras lembranças.

Quando fogem, Anna fica com os quatro garotos, a pedido do seu pai, e descobre que sua vida tem mais segredos do que apenas acobertar o segredo deles. Ela está mais envolvida do que pensa. E até as suas lembranças do passado podem estar comprometidas.

O grupo agora precisam fugir o tempo inteiro da Agência que está atrás deles. Os capítulos parecem cenas do filme Sem Saída, com Taylor Lautner, sabe? Correria total e vários esconderijos.

Já imaginou não poder confiar em suas próprias memórias?

Jennifer Rush, escritora do livro Amnésia, conseguiu trazer para discussão algo que talvez nem conseguiríamos imaginar no dia a dia. Já imaginou não poder confiar em suas próprias memórias?

Acredito que o livro fez com que eu tivesse uma visão mais crítica em relação ao modo como cada pessoa enxerga uma situação. Afinal, o que pensamos pode não ter nenhuma ligação com o que é realmente. Temos que estar atentos ao que realmente vale a pena confiar e levar pra vida.

Cada pessoa pode acrescentar algo importante para a gente também. Temos que estar de olhos abertos para compreender e conseguir tirar as melhores partes. Assim como fez a personagem principal, Anna, que não sabia nada do que estava acontecendo, mas teve uma mente aberta para correr atrás e descobrir tudo. Fechar os olhos para as situações, nem sempre é uma boa forma de resolver um problema.

O que achou da resenha? Leria o livro? Mande nos comentários!

Beijos,
Aninha Carvalho

Siga Diário da Aninha Carvalho nas redes sociais: Twitter Aninha & Twitter Diário | Instagram | Facebook | Pinterest

*O Blog é parceiro do Grupo Autêntica

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *