O que há por trás da música “Me Espera” de Sandy e Tiago Iorc

by

Confesso que a música “Me espera” foi uma das canções que me fez refletir demais nos últimos dias. A Sandy fez uma parceria com o cantor Tiago Iorc e eu acredito que a sintonia das vozes deles é maravilhosa. Combinam muito.
Ao analisar mais de perto o vídeo da música, depois de apenas ouvir, notei que me apeguei muito ao refrão, o tal “me espera”. Assim, não percebi o quanto o restante da letra era mais significante. Hoje resolvi analisar a letra da música com você. Então, ouça primeiro dando o play abaixo e depois vamos para as análises que irão misturar cenas do clipe com a letra da música.

Me espera

Quando prestamos atenção apenas nas vozes e o refrão nos chama mais a atenção, é possível imaginar que é uma música mais romântica, em que estão pensam se reencontrarem. Puro conto de fadas. Mas não foi isso que se destacou para mim depois de analisar letra e vídeo juntos.

Ao escutar atentamente a letra comecei a notar que era mais voltada para o que sentimos de nós mesmo. O que será que eu sou? Quem eu sou? Esses detalhes ficam claros pela expressão facial de ambos no clipe, em que a todo momento aparecem tentando se encontrar de modo pensativo e avoado. Na letra é possível identificar partes importantes como, por exemplo, a que ele canta “Eu ainda estou aqui, perdido em mil versões irreais de mim” e ela completa “Estou aqui, por trás de todo o caos em que a vida se fez”.

Nesta hora é possível notar que o que aconteceu vai muito além de um romance que não deu certo ou de um reencontro com outra pessoa. Tudo parece um recomeço com si mesmo. Quem lembra da frase marcante que Taylor Swift fala antes de começar a cantar “I Knew You Were Trouble” no vídeo clipe? Taylor revela o fato da pior parte não ter sido perder o suposto homem que ela amava, mas ter perdido quem ela era. Profundo, né? (relembre o clipe aqui).

Tenta me reconhecer no temporal

Foi nisso que pensei neste momento. Talvez a Sandy esteja cantando sobre algo que ela espera reencontrar, mas em si mesma. O caos que ela viveu parece ter afetado o cotidiano e assim precisou sair e refletir. Por isso o motivo de uma das frases ser “tenta não se acostumar, eu volto já, me espera”. Como se ela estivesse se recuperando e precisasse que o seu amor aguentasse firme e a esperasse. Um amor também que a reconhecesse e está ao seu lado apesar de todos os problemas, que são postos na letra como “tempestades”. O fato dela pedir para que ele a reconheça na tempestade, é como se estivesse pedindo para que reconhecesse quem ela realmente era, apesar de tudo o que tinha acontecido que fez com que a vida dela se transformasse num caos.

Interpretação cristã

Aos cristãos a letra faz uma analogia ao cuidado que Deus tem conosco como se ele estivesse dizendo para ela “Tenta me reconhecer no temporal”. Como se a chamasse a ouvir os seus ensinamentos em momentos de turbulências, ou caos, como foi chamado na letra. Essa analogia traz ainda mais significado para a letra.

Outro ponto significativo na música é que começamos a entender que talvez ela própria tenha se iludido com o que pensou que fosse. Como se tivesse fingido ser alguém e depois tenha caído em si, como podemos notar quando ela canta “Eu que tanto me perdi, em sãs desilusões ideais de mim”. Às vezes fingimos ser algo que não somos para nos enquadrar e, com certeza, tentar se esconder dessa forma é uma forma errada de enfrentar a realidade.

Essas interpretações já me fizeram notar que realmente era um problema pessoal que fez com que a situação ficasse complicada. As tais fases difíceis da vida, pelas quais todos nós passamos. Uma fase que nos faz apegarmos cada vez mais no que a religião nos traz e nos diz.

Uma frase que me intrigou depois de toda essa reflexão foi a que o Tiago Iorc canta que revela “Não me esqueci de quem eu sou e o quanto devo a você”. Mostrando que aquela ideia inicial de que já não tem ideia de quem é, se transformou. Como se começasse a escapar da tempestade. Como se notasse o quanto Deus foi importante nesse processo e no quanto está grata por isso.

Para finalizar, gostaria de acrescentar a parte final da música, que é bem dinâmica e termina com a parte em que ela canta que ele é “o fio que me guia de volta”, como se realmente estivesse confirmando a alusão à religião.

Eu li uma análise incrível sobre a questão da religião nesta música, bem depois de ter escrito o texto quase inteiro e isso me fez entender bem mais, aliás, essa música faz muito mais sentido quando interpretada por este ângulo. O que acha?

Leia a resenha da música “Me espera” no blog Minha Vida Cristã.

Mande nos comentários a sua opinião!

Até o próximo post,
Beijos
-Aninha Carvalho

Siga o Diário da Aninha Carvalho nas redes sociais: Twitter Aninha & Twitter Diário|Instagram | Facebook | Pinterest | YouTubeSNAP: aniinhac18

57 Responses
  • Clovis Costa Pereira
    agosto 16, 2016

    Muito massa mesmo. Adorei a sua análise, bem profunda e inteligente. Acho que a maior viagem que podemos fazer, é através de nós mesmos!
    Curti muito, parabéns!

    • Ana Clara Carvalho
      agosto 16, 2016

      Obrigada, Clovis! Fico feliz que tenha curtido. Essa música é realmente inspiradora e nos faz realizar essa viagem profunda para conhecermos nós mesmos! Vale a pena.

      • karol
        maio 3, 2017

        Oi Ana! Adoro esta música, mas acho que peguei um outro caminho. Talvez por ter passado pela depressão dentro da minha casa, e o meu marido sempre dizia que tinha medo de ne perder para a doença, de no caso eu me cansar dele. É como se ele estivesse me dizendo:” Nos dê um tempo e tudo terminará bem, amadureceremos com tudo isso, sairemos fortalecidos”. Enfim, imaginei uma crise interior, onde alguém estava sofrendo e o outro dizendo que não desistiria de tudo. Vem ao contrário dos relacionamentos modernos, não?! Mesmo assim adorei a sua ótica, me fez repensar.

        • Ana Clara Carvalho
          maio 4, 2017

          Ei, Karol, acho que, com certeza, as músicas possuem essa habilidade de nos tocar de uma forma inesperada dependendo do que estamos passando. Muitas pessoas comentaram aqui também sobre essa questão da depressão e pensei sobre isso também, para mim fez muito sentido! Fico feliz que a minha interpretação também tenha te feito refletir. Acho que isso que é o mais válido: conhecer as inúmeras interpretações que podem surgir! E, fala sério, não me canso de ouvir essa música!

        • Adilson
          julho 16, 2017

          gente não é difícil interpretar a letra ..
          se trata de outras vidas não vê que ele morreu e mesmo assim espera por ela

    • Kelly
      dezembro 10, 2016

      Amei. A música é profunda e sua análise linda, sem preconceitos e sem arrogância. Parabéns.

  • Regiane
    outubro 9, 2016

    Gostei muito da interpretação!
    Eu também analisei como sendo um casal em conflito perdido em meio ao caos, a ideais e problemas da vida, um tenta ser reconhecido pelo outro, o me espera soa como não desista de nós ainda estamos aqui… Isso percebi no final do video os dois na mesa dizendo ainda estou aqui. Mia forma de interpretação… 😉

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 9, 2016

      Ei, Regiane, que bom que curtiu.
      Quando eu fui escrever sobre esta música pensava da mesma forma que você. Estava fazendo a interpretação toda em cima disso, mas ai algumas coisas não se encaixavam, algumas falas que não eram apenas a Sandy que cantava e que na voz do Tiago perdiam o sentido. Até que, depois de ler bastante (coloquei até o link de uma das interpretações mais legais que achei na internet sobre a música) e reparei que fazia muito mais sentido daquela forma.
      Mas esta música é realmente cheia de significado <3

  • Marta Da Mata
    outubro 10, 2016

    Olá, gostei da interpretação, seria bom se tivesse sido escrita com esse intento. Na verdade é uma musica espirita, o clip explica bem. A Sandy esta morta, ela senta no balanço mais não pode balançar, ela tem prato, mais não tem comida, ela esta perto da banheira com a agua aberta, mais não pode tomar banho..etc…
    Ele diz “Eu ainda estou aqui, perdido em mil versões irreais de mim”, porque depois que ela morreu ele não conseguiu se recuperar da perda. Ela: “Estou aqui, por trás de todo o caos em que a vida se fez”, que quer dizer “mesmo se morri, meu espirito ainda esta aqui” pois ela não conseguiu se desapegar dele e chegar no outro lado da vida, e ele também não conseguiu se desapegar emocionalmente, por isso diz: tenta me reconhecer no temporal (linguagem espirita) que quer dizer que ele tem que tentar reconhecer ela do outro lado da vida. Não sou espirita, mais estudo essas coisas

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 10, 2016

      Uau, Marta! Que incrível sua interpretação, adorei!

    • Haylla
      outubro 27, 2016

      verdade show

    • Pereira
      dezembro 8, 2016

      Mas há suco no copo!

    • Paulo Cesar Alves
      dezembro 25, 2016

      Interessante. Gostei tbm! E esse pedido de “Me espera”, de ambas as partes?
      Reencarnação da parte dela e reencontro após a morte, da dele?

    • Mila Milinha
      janeiro 31, 2017

      Legal sua interpretação, porém os compositores são um católico não praticante, e dois luteranos, portanto, nenhum deles usam a linguagem espírita. Logo, acredito que não foi esse o sentido da música, sendo todos de raiz cristã, creio que pendendo para este lado, o cristão, a letra faz total e mais profundo sentido.

  • Valeria
    outubro 14, 2016

    emocionada eu sinto que essa musica é um pedido de socoro, do tipo: ei!!, nao desista de mim, hoje e to muito mal ( no meio desse temporal que a vida muitas vezes nos coloca, mas eu vou sair, nao se acostume com isso, porque nosssa vida vai voltar a ser como antes, só nao desista, me espere, meu corpo e minha alma vao sarar e tudo ficará bem, voce é meu amor e meu horizonte me reconheço em voce, eu apesar de tudo, estou aqui.

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 14, 2016

      Que lindo, Valeria! É tão bom quando uma música causa isso na gente. Adoro encontrar músicas que me trazem sentimentos inspiradores.

    • Luana Magss
      novembro 14, 2016

      Valeria eu me vejo exatamente nessa sua interpretação. Não só como a música, Mas com o um momento que estou passando na vida e sua interpretação reflete exatamente…

    • Luana Magss
      novembro 14, 2016

      Não tenho duvida… revi o clipe agora e ele fala sobre depressão, solidão, Mas que ainda existe amor… onde ele se reconhece nela e busca a cura pra esse sofrimento pedindo para que ela não desista deles… o refrão ondr os dois cantam juntos servem para os dois, Mas em sentidos diferentes… já Eu, vejo no fato do prato vazio, balanço parado e ela parada em gente a banheira porque pra ela a vida perdeu sentido em meio à crise em que eles estão passando… eu me vejo em casa cena dessa canção pois estou passando um momento muito parecido onde “ainda estou aqui, por trás de todo caos em que a vida se fez” para ele…

  • Consuelo
    outubro 16, 2016

    Muito boa a interpretação … desde a primeira vez que escutei… senti como se fosse uma conversa minha com Deus!

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 16, 2016

      É muito linda mesmo, Consuelo. Também fiquei encantada quando ouvi e mais ainda ao saber deste significado!

  • Rafa
    outubro 19, 2016

    Parabéns pelo texto. Também penso neste ponto de vista. Pensar que a história se baseia num romance entre duas pessoas é muito simples para o poder que esta letra tem.

  • Gustavo
    outubro 22, 2016

    Me veio a mente a projeciologia. Em toda música. Mas principalmente no trecho me desloco….. Etc… De qualquer forma é belíssima.

  • Felipe
    outubro 27, 2016

    A música fala de uma mãe que perdeu a filha, é uma historia real. Porém tem varias interpretações mesmo, mas a original é essa.

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 27, 2016

      Nossa, conta pra gente essa história direito. Ela contou em alguma entrevista, Felipe?

  • Haylla
    outubro 27, 2016

    Gostaria que a Sandy explicasse o sentido da música e sua essência.

    • Ana Clara Carvalho
      outubro 27, 2016

      Estou de olho nas entrevistas dela todo dia para achar a resposta também viu? hahahaha

  • Haylla
    outubro 27, 2016

    Realmente o que entendi foi que ela morreu. Também curti a interpretação da Marta.

  • Wal
    novembro 4, 2016

    A letra dessa musica pode ter vários pontos de vista, e ser aplicada em várias situações da nossa vida.
    A primeira vez que ouvi, me identifiquei pelo momento de depressão que ainda estou enfrentando. Momento esse, que as vezes me senti fora de contexto desiludida e precisei que as pessoas ao meu redor não desistissem de mim, porque eu precisava voltar a ser a mãe, esposa e filha que tinha sido um dia. E se alguém já viveu esse estado de pânico, consegue entender que por um momento tudo perde o sentido e morremos de alguma forma. Mesmo estando presente fisicamente, perdemos a identidade, e em meio a essa tempestade, precisamos ser reconhecidos pelo que fomos e poderemos ser. Em outras palavras, (Nunca desista de quem precisa se reencontrar).

  • Deborah
    novembro 8, 2016

    Concordo com todos, não sei de nada.
    Só sei do que sinto ao ouvir essa música: vontade de chorar.Mas é uma emoção diferente, sem endereço certo.Uma grande e indizível emoção.E é linda!

  • Andréia Vitor
    novembro 25, 2016

    Querida, permita-me chamar-lhe assim, estou passando por um dos momentos mais dolorosos da minha vida. Por alguma razão, só conseguia pensar em ouvir essa música. Agora, entendi o porquê. Pela sua abordagem pude perceber que é Deus dizendo “filha, me espera agir”. Obrigada. Que Deus a abençoe.

    • Ana Clara Carvalho
      novembro 25, 2016

      Que incrível, Andréia. Fico muito feliz que meu texto tenha te ajudado. Acredito que vai se surpreender com os outros comentários aqui na postagem.
      Essa música realmente prende a gente, é encantadora do início ao fim e de alguma forma consegue prender a nossa atenção para tentar entender o que se passa em nossos corações.

      Deus está agindo já, tenha fé! <3

  • Geraldo Magela
    dezembro 4, 2016

    A musica nos coloca diante de interpretações variadas, relacionamento em crise, mas na espera de um final feliz, ou talvez a perca de alguém que você ama, mas que não consegue desprender, é muito tocante nos dois sentidos, mas o mais legal é que no final ela mostra um caminho.

    • Ana Clara Carvalho
      dezembro 4, 2016

      Verdade, essa música é capaz de nos tocar de uma forma em diversas situações!

  • Eduardo
    dezembro 5, 2016

    Segundo um dos melhores ditados de Lao Tsé, a mais bela companhia é quando você pode estar com alguém como se estivesse sosinho.Osho 😉

  • Lia
    dezembro 7, 2016

    Olha, não sei se são os hormônios, mas a música caiu como uma luva para esta minha fase só puerpério. Onde a nova pessoa em que eu me tornei, a mãe, ainda está perdida, não se encontrando nesta nova versão mas tb não se encaixando na velha, não por enqto, enqto este turbilhão de emoções, este temporal de mudanças, não se acalma.
    Posso estar divagando, mas traduz bem o que eu sinto…

  • Pereira
    dezembro 8, 2016

    A música e a realidade de muitos casais. Trata-se do desgaste do amor. Apesar de estarem no mesmo local, pertinho um do lado do outro há um abismo que os separam, talvez por falta de diálogo ou por outras circunstâncias da vida. Mas eles reconhecem q ainda se amam

  • Arlete
    dezembro 9, 2016

    Muito sensível esta música.

  • Aline Simi (Lis)
    dezembro 19, 2016

    Quero apenas AGRADECER.
    Obrigada, Ana Clara, pela autoria deste texto. E muito obrigada também a todos que comentaram…. Simplesmente por fazerem minha noite melhor. Que delícia ler tudo isso e chegar à conclusão que música e poesia são bons combustíveis para mover uma sociedade rumo ao mérito. Quanto orgulho da Sandy, do Tiago Iorc e do Lucas Lima que também assina essa preciosa composição… Deus, que inclusive foi citado em algumas interpretações, mais que nunca prova o quanto eles foram abençoados por nos presentear com este hino de 2016 (segundo palavras da própria cantora). E como nós também somos privilegiados por termos essa graça de presente.
    Beijos à todos.

    • Ana Clara Carvalho
      dezembro 27, 2016

      Que lindo, Aline! Muito obrigada! Vocês também estão arrasando nas interpretações!
      Essa música é realmente incrível, um verdadeiro hino mesmo!

  • Alexandre
    dezembro 25, 2016

    Essa música é muito profunda fez me lembrar de pessoas amadas que se foram,mais que continuam juntos de nós.

  • Ilka F. Azevedo
    dezembro 27, 2016

    Essa musica e belíssima. O que me chamou atenção foi a melodia. Depois quis saber de quem eram as vozes. Quando li a letra fiquei encantanda.E uma musica de muita sensibilidade que fala de perdas, de buscas , de recomeços e de amor. Amei!!

  • Regina Lucia
    janeiro 2, 2017

    Eu considero 2 pessoas perdidas no caos, no temporal… Não importando a condição se casal, se amigos, se irmãos …. A questão no meu entender, é que o autor da música pode ter se inspirado no estado de coisas em que a sociedade se encontra. A identificaçao com a letra foi imediata! Porque ? Porque as pessoas estão assim…perdidas em suas irreais desilusões! Elas precisam urgentemente de um fio que as liguem a Deus! Se tinha ou não comida no prato pouco importa, quando a vida não tem sabor.

  • Washington
    janeiro 8, 2017

    gratidao!

  • Juliana
    janeiro 15, 2017

    Que show de interpretação, resumiu tudo que eu sinto quando escuto essa música, ela é muito forte desde a primeira vez que ouvi me emocionei, me remete fortemente a minha licença maternidade e tudo o que vivi naquele período de interiorização. Gratidão.

  • Jaqueline
    janeiro 25, 2017

    Essa música realmente é incrível e,quando ouvi pela primeira vez logo trouxe pra minha vida, passei por uma grande perda e vi meu mundo desmoronar e minhas opções eram continuar ou desistir e eu “ainda estou aqui” e, quando fala pra não se acostumar e como se ouvisse continua que ainda não acabou… Bom, são várias interpretações pra uma mesma música, mas estou certa da espiritualidade contida na letra.

  • Selma
    janeiro 29, 2017

    Oi Aninha! Muito bom seu post!
    Sabe que hj foi a primeira vez que assisti ao cliple, já tinha ouvido inúmeras vezes a música, mas só hj que parei para assistir e prestei realmente atenção em tudo… entrei numa viagem e comecei a procurar algo na net que falasse sobre a música, ou algo da própria Sandy… acabei caindo no seu blog!
    Essa música é realmente incrível e nos leva a várias reflexões!
    Você sabe se a composição é da Sandy mesmo?

    • Ana Clara Carvalho
      fevereiro 18, 2017

      Obrigada, Selma! A música “Me Espera” é uma composição de Lucas Lima, Sandy e Tiago Iorc juntos.

  • iza
    fevereiro 7, 2017

    eu ja cheguei a pensar q talvez a musica falasse sobre vida apos a morte, foi meu primeiro pensamento quando prestei atenção na musica em si, mas oq vc disse faz todo o sentido.

    • Ana Clara Carvalho
      fevereiro 12, 2017

      É, a música abre para várias interpretações mesmo. Essa sua pode ser uma delas.

  • hilda ribeiro da silva
    abril 19, 2017

    Interessante sua reflexão! Entendo também, como alguém que convive e ama quem tem transtornos emocionais e/ou mentais. É exatamente deste jeito! São tão marginalizados pela sociedade, como se tivessem escolhido estar em quadro de confusão ou deprimido. Nesses momentos saber que alguém te ama e se importa com vc ajuda muito o retorno a realidade. Vivo isso c/ meu marido e quando volta do “caos” eu reconheço o Homem que amo e que Deus colocou em minha vida. Tenho aprendido muito com ele. É preciso respeitar o momento desse ‘mergulho” interno e estar a espera porque voltará se souber que alguém o espera. Abraços, Hilda

    • Ana Clara Carvalho
      abril 20, 2017

      Nossa, Hilda, sua interpretação é maravilhosa, a música realmente tocou você. Muita força e fé nessa caminhada. Abraços!

  • Fernando
    julho 18, 2017

    não e nada disso pois se repararem com atenção verão que a transições lá no vide e isso também conta o que eu vejo e que e mais do que falarão é uma parte da festa ok rsrs muito bom =)

  • Fernando
    julho 18, 2017

    -_-_

  • Denise
    novembro 3, 2017

    Adorei a análise. A música pra mim fala do sentimento do despertar, o acordar para o espiritual. O despertar significa a busca pelo nosso interior , das nossas emoções, do que sentimos, é um autoconhecimento. Ao despertar, fazemos uma análise da nossa vida, de tudo o que passamos, as ilusões que criamos, percebemos o caos que a vida pode se tornar ao nos afastarmos de nós mesmos, da nossa essência, de quem realmente somos. E quando despertamos queremos evoluir, sentir a nossa paz interna, voltar a ser o lindo ser que todos nós somos em essência, cheio de luz e amor. Música perfeita, lindíssima!!

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *