Por que estou aqui?

by

Já parou para perguntar para si mesmo: por que estou aqui? Eu pergunto isso o tempo inteiro e resolvi escrever sobre o modo como isso tem me atingido atualmente. Sei que pode parecer triste e confuso. Mas tento sempre escrever de uma forma que não seja tão direta e que possa te atingir independente da situação em que esteja vivendo. Depois de ler, conte pelo que está passando e desabafe nos comentários. É sempre bom ter com quem conversar quando estamos tristes e passando por dificuldades. Conte comigo.

por que estou aqui diario da aninha carvalho cronicas

Por que estou aqui?

Meus dias estão passando entre os meus dedos. Estou sentindo eles irem embora, uma angústia dentro do peito, mas que eu não consigo pensar em como resolver. Como fazer com que essa transferência pare.

Já tentei respirar fundo e imaginar que amanhã será diferente. Mas eu nunca consigo olhar de uma maneira diferente para a vida. Tem horas que fico imaginando o que deveria fazer para consertar tudo isso. E sabe quando você segura a mão na cabeça e pensa “pra quê?”.

Mesmo tentando respirar fundo, parece que o mundo não tem ar o suficiente e que eu sempre vou ficar pra trás, sempre vai faltar, sempre serei muito menos que todo mundo. Olhar para o chão já virou parte da minha rotina.

Não pareço ter forças para encarar o mundo ao meu redor. Pareço frágil demais e sempre na defensiva. Procurando uma forma de sempre falar que tem algo de errado comigo. Que sou eu, não você. Que o problema está comigo, está em mim e parece que não quer sair. Me projetando sempre como a coitadinha que não sabe de nada e de que adianta isso tudo?

Mas o que eu faço?

Já tentei dar um rumo para a minha vida várias vezes. Já tentei parar e pensar firmemente no que eu queria para o futuro. Pensar em quem eu era e se era isso mesmo que eu desejava ser. Cansei.

Cansei de tentar me encontrar por entre os cantos da casa, debaixo das cobertas e de fingir que sou forte o suficiente pra aguentar tudo. Cansei de fingir que a vida tem realmente um sentido e que não é tão passageira quanto imaginamos. Cansei porque é a verdade. Por mais que eu tente dizer que não, que isso aqui não tem fim, terá.

Eu não sei exatamente o que fazer para que saia de mim esse sentimento de não saber o que estou fazendo aqui.

Dizem que existem dois dias importantíssimos na vida de alguém. O primeiro deles é quando nascemos e o segundo é quando descobrimos o real motivo de estarmos aqui.

Tentando descobrir.

-Aninha Carvalho

Leia mais textos do Diário da Aninha!

 

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *