O que é paz e quando vamos notar que preconceito não leva a nada

by

 Este é um texto reflexivo sobre o que é a paz e sobre o preconceito presente em nosso cotidiano.

Quando se é jovem, paz significa algo tão simples.”Poder fazer o que quer, na hora que bem entender e não ter que fazer o que os nossos pais dizem que é certo”. Mas, depois de um tempo nós vamos crescendo e vendo que paz é muito mais que apenas não seguir regras.

Vamos notando que a partir do momento que mudamos de ideia. Revemos nossos conceitos sobre assuntos do nosso cotidiano. Aprendemos mais sobre coisas que antes nunca havíamos nos interessado e mudamos nosso conceito do que é paz.

Aprendemos a ter responsabilidades, a lidar com o próximo, a não ferir as pessoas com gestos, palavras e ações. A não ser o que sabemos que não seria bom para nós mesmo. E a não fazer o que não queríamos que fizessem conosco.

Talvez esse seria o grande significado de paz… Não apenas o que aprendemos nas aulas de História, na Segunda Guerra Mundial por exemplo.

O que significa paz na História?

“Foi a maior tragédia humana, o maior crime contra a Humanidade. A desgraça das desgraças e tudo devido as ideias racistas e nacionalistas de um homem que pretendida acabar com tudo. Tudo que não fosse branco, ariano, isto é, alemão puro. Depois de ocupar a Polônia, o exército alemão ocupou a Escandinávia, a Noruega e a Dinamarca. Foi quando a guerra começou de fato. Sem forças para combater, a Grã-Bretanha e a França, depois de sofrerem terríveis bombardeios, foram conquistadas por Hitler. Ao serem conquistadas, Hitler fez elas assinarem um acordo de paz. Onde metade da França era dele e a outra metade, do governo francês. Contudo, este governo francês, alinhado com as ideias de Hitler, fez com que a França agisse a favor da Alemanha. Depois de ocupar a França, Hitler foi conquistar Bálcâns, importante fornecedor de petróleo e trigo para a Alemanha.

Quanto vale a paz na guerra?

Em seguida, conquistaram a Romênia, a Bulgária, a Grécia e a Iugoslávia. Agora, podia ocupar a União Soviética, sua maior ambição. A União Soviética, por sua vez, não acreditava que a Alemanha iria fazer tudo isto, pois o próprio Stalin assinou com Hitler um acordo de não-agressão. Por outro lado, o grupo soviético de espionagem, chamado de a “Orquestra Vermelha”, disse a Stalin: eles vão invadir! Stalin, confiante que não, despreocupou-se, sendo surpreendido pelo exército alemão na madrugada de 22 de junho de 1941.”

Isso é paz?

Dei esse exemplo, você pode achar chato, mas é o melhor para se explicar o que a História chama de Paz. Isso não é Paz e nunca irá ser. Mentir sobre isso, mentir, não é paz. Na escola vamos percebendo que tudo que os professores falam que um país ajudou o outro sempre teria segundas intenções. Mesmo sendo há décadas atrás. Não importa! A maioria dos acontecimentos, das causas de guerra foram muitas vezes por causa de terras. No caso de Hitler (repetindo o exemplo) não conseguiu nada. No fim perdeu tudo e a Alemanha, por fim, ficou dividida.

Preconceito sem sentido

Para que tanta violência? Tanto desprezo com “outras raças”? Se hoje em dia nas aulas de Sociologia aprendemos que nada disso existe realmente. É apenas preconceito da nossa cabeça. Preconceito que devemos apagar de nossas mentes. Isso a partir do momento em que antigamente muitas pessoas pensavam que negros serviam apenas para trabalhar. Pessoas que não sejam da religião católica (dependendo da região) não serviam. Eram chamados de Bruxos e condenados à forca ou mortos em fogueiras.

Já que os Arianos serviam para viver e os Judeus para morrer, como Hitler achava, não é justo que sejam tratados assim. Com tanto rancor. Sendo que nos dias de hoje a maioria dos Judeus são os que mais fazem pesquisas científicas. E ganham premiações que talvez nenhum Ariano puro ganharia.

No Brasil

Por que tanto rancor com Negros, se foram eles que ajudaram nosso pais a chegar onde chegou? Mesmo sendo forçados a trabalhar de sol a sol, sem nenhuma vantagem?

Por que você acha que eles ainda foram escravizados por mais anos e anos? Será por que eles eram ruins de trabalho, fracos e não faziam nada direito? Não, porque os “brancos” sabiam que não conseguiriam nada sem eles, que o nosso país não iria pra frente.

E hoje?

Grande diferença dos dias de hoje? Não. Muitas pessoas ainda creem que umas são melhores que as outras. Porém o que muda é que nessa nossa era da Globalização, das novas tecnologias e tudo mais. O que realmente importa é o dinheiro.

Pelo visto não mudou muita coisa, espero que essa nova geração pense melhor em seus atos, para nada se repetir

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *