Sol da meia-noite: 5 curiosidades sobre o filme que estreia dia 14 de junho

by on

O filme Sol da Meia-noite estreia nos cinemas brasileiros no dia 14 de junho e adivinha? Fui para uma cabine do filme na última sexta-feira, dia 8, só para assistir e contar para vocês tudo sobre o filme. Aqui selecionei várias curiosidades do longa para você se animar ainda mais para assistir. Vamos lá!

Para começar, que tal ver ao trailer do filme, distribuído no país pela Diamond Films.

1. A doença XP realmente existe!

A doença que a personagem de Bella Thorne possui no filme Sol da Meia-Noite realmente existe, ela é conhecida como Xeroderma pigmentosum e é incurável.

A XP acontece devido a uma desordem genética que passa a não deixar que o corpo se recupere após o contato com a radiação ultravioleta (UV). Com isso, ao terem contato com o sol podem surgir manchas e até ocasionar câncer de pele em idade precoce.

Existe o tipo mais complicado da doença em que é preciso evitar qualquer tipo de contato com o sol, já que podem ocorrer algumas outras reações além do câncer, como a degeneração do sistema nervoso, cegueira e até a perda de audição.

A personagem de Bella Thorne, Katie, fica o dia inteiro dentro de casa, com janelas de proteções especiais e só sai durante à noite. Porém, a jovem sente falta de manter conversas normais com pessoas que não tem a mínima ideia da condição de saúde dela, como ela mesmo se refere: ser algo além da doença.

Alguns casos da doença, que atinge cerca de 1 a 2 indivíduos a cada 100.000, faz com que a expectativa de vida não alcance os 20 anos.

2. O filme Sol da Meia-Noite é inspirado em um longa japonês

Se inspirar em outro filme pode ser uma ótima solução para trazer à tona alguma história que vale a pena ser contada novamente. Já no caso do filme Sol da Meia-Noite a situação é bem parecida, exceto pelo fato de que, mesmo se inspirando em um longa japonês, o diretor preferiu não assistir ao filme inteiro até concluir tudo. Só para que não vire uma verdadeira cópia.

Scott Speer, diretor trazido após o roteiro já ter sido adaptado e produzido, optou por não assistir ao longa japonês até que estivessem em produção. “Nós queríamos fazer o nosso próprio filme, que viveu e respirou como seu próprio filme”, comenta em entrevista divulgada à imprensa.

O filme se chama “Taiyo No Uta” (“Midnight Sun”) baseado em uma história escrita por Kenji Bando e Yoshiro Hosono. Assista ao trailer do filme inspiração abaixo:

3. Sol da Meia-Noite te faz refletir sobre a vida

Quem aí nunca pensou em não sair de casa por n razões? Bella Thorne já pensou nisso diversas vezes, principalmente quando o assunto é fugir dos paparazzis. Agora, quando ela se pega analisando as suas razões para não sair e a da personagem do filme, ela se sente envergonhada, já que ela possui uma opção e a jovem do filme não. Veja o que ela revela nessa entrevista sobre o Sol da Meia-Noite, no MSN.

Ela me fez pensar nas mil e uma razões que temos para aproveitar cada segundo das nossas vidas. Existem um milhão de pessoas no mundo que gostariam de ter essa possibilidade de escolher, mas simplesmente não tem. Sentir o sol, que é algo tão simples e gostoso, eles não podem fazer. Então, o que nos resta é agradecer e aproveitar cada segundo que temos dessa escolha.

4. Bella Thorne canta no filme Sol da Meia-Noite

bella thorne sol da meia-noite

Durante o filme a atriz Bella Thorne também canta. A sua personagem passa todo o dia em casa, tocando violão e cantando. Em uma entrevista para o canal Build Séries, ela confessa nunca ter nem tocado um instrumento e ter que aprender a tocar violão durante as gravações do filme. Selecionei a trilha sonora do filme Sol da Meia-Noite para você.

Mas, para nossa surpresa, anunciaram um clipe com a música Burn so Bright. Veja!

5. Não é um clichê de filmes sobre doenças, mas é para chorar!

A maioria dos filmes que tocam no fato do personagem ter alguma doenças, acabamos vivendo a trama mais dentro de hospitais do que dentro de casa. No filme Sol da Meia-Noite acontece a situação inversa. Acabamos não convivendo muito com a que Katie passa em hospitais, poucas vezes ela vai para lá. Imagine que apenas no final do filme realmente entendemos de verdade as consequências de se sair ao sol devido ao que ela possui, a XP.

Isso faz com que a todo momento apenas tenhamos aquele sentimento de que Katie tem uma doença, mas não sabemos de verdade o que é.  Além disso ao decidirem não expor tanto a vida hospitalar dela, nos passaram a impressão de possibilidade de tudo der certo no final.

Estava ansiosa para assistir Sol da Meia-Noite e realmente me surpreendeu. Nunca imaginei que choraria tanto, já tinha até desistido de secar as lágrimas e apenas comecei a deixar a emoção surgir.

Está ansioso para a estreia do filme? Mande nos comentários!

Até o próximo post,

Beijos,
-Aninha Carvalho

You may also like

Leave a Comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Translate »